Prazo médio de pagamento das empresas portuguesas é um dos mais elevados da Europa

O prazo médio de pagamento das empresas portuguesas é um dos mais elevados da Europa. De acordo com os últimos dados de 2022, no último trimestre, o prazo de pagamento das empresas portuguesas foi de 23 dias.

Este é um valor muito elevado se o compararmos com a média europeia (12 dias), e também com outros países como Espanha (15 dias), França (13 dias) ou Itália (16 dias).

A implementação da faturação eletrónica tem múltiplas vantagens que contribuem para reduzir significativamente os prazos de pagamento e cobrança, ganhando assim maior eficiência e transparência na gestão interna da empresa.

Processos Order to Cash e Purchase to Pay

Uma das soluções para reduzir o prazo médio de pagamentos entre empresas em Portugal poderá passar pela gestão de processos Order to Cash (O2C) e Purchase to Pay (P2P).

O Order to Cash (O2C) é um processo empresarial que se centra no ciclo completo de uma transação comercial, desde a colocação de uma encomenda de bens ou serviços até à receção do pagamento. Já o processo Purchase to Pay (P2P) abrange desde a aquisição de bens ou serviços até ao pagamento final ao fornecedor.

O objetivo de ambos os processos é otimizar o processo de aquisição de bens ou serviços e a gestão da relação com clientes e fornecedores, de modo a maximizar a eficiência, a transparência e a qualidade da relação com clientes e fornecedores.

Benefícios dos processos O2C e P2P

Alguns dos principais benefícios são:

  • A melhora na precisão da gestão do inventário.
  • A redução de custos de processamento.
  • O aumento da satisfação dos clientes e fornecedores.
  • A melhora da rentabilidade da empresa.

A transformação digital das empresas em Portugal continua atrasada. No que diz respeito à faturação eletrónica, o objetivo é que a implementação da mesma entre PMEs e microempresas seja levada a cabo gradualmente, pelo que o Governo estabeleceu que, até ao final de 2023, as empresas poderão utilizar o formato PDF, com o objetivo de assegurar que todas as empresas se adaptem ao formato de faturação eletrónica da melhor forma possível. Já no setor público, Portugal é um dos países europeus que tem sofrido mais atrasos na implementação da faturação eletrónica, estando três anos atrasado em relação ao previsto, segundo o prazo de implementação de abril de 2020, estabelecido nos regulamentos europeus.

Mais informação

Contacte agora!

Assine aqui!

SERES em números

__Contralia-experiencia_Picto_Azul y Naranja_ SVG

+30 anos

de experiência
D_Euro_Picto_Azul y Naranja_ SVG

+30 años

€/ano geridos
D_Cliente_Picto_Azul y Naranja_ SVG

3 Milhões

empresas ativas
D_Documents_Picto_Azul y Naranja_ SVG

3 Millones

documentos/ano transacionados
__Global_Picto_Azul y Naranja_ SVG

+1.000 M

puntos de ligação
D_Entorno_glonal_Picto_Azul y Naranja_ SVG

+200.000

países con transações

Tem alguma questão ou quer uma DEMO?